Google AdSense

Conselheiros Tutelares de Leme são empossados pelo prefeito

Os cinco novos conselheiros terão mandato até janeiro de 2020-

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Leme (CMDCA), junto com o prefeito Paulo Blascke, empossou na última terça-feira, 12, o novo Conselho Tutelar de Leme, eleito no dia 4 de outubro do ano passado pela população. Os conselheiros empossados são: Ana Claudia de Lima, Arthur Leme da Silva Júnior, Ceila Alves Rodrigues, Edson Roberto Bazon e Juliane Cristina de Oliveira. O mandato se estenderá até o dia 10 de janeiro de 2020.

O prefeito destacou a importância do trabalho do Conselho Tutelar e garantiu o apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, a todas as ações do Conselho. A presidente do CMDCA, Daniela Vicentini, lembrou a importância do trabalho dos conselheiros que devem zelar pelos direitos preconizados no Estatuto da Criança e do Adolescente e por meio de sua atuação, fornecer dados para implantação de novas políticas públicas em nossa cidade.

Também estiveram presentes na cerimônia de posse o sr. Carlos Folha, assessor do Deputado Estadual Chico Sardelli, as vereadoras Maria Isabel Parolim e Amarilis Ribeiro, o Secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Mauro Donizeti Vitor e o chefe de gabinete do Prefeito, Paulo Rovai. Os conselheiros de direitos da criança e do adolescente senhores João Joel Parizotto, Rogério Maximiliano Dorta e Vera Lúcia Gonzalez Maia também compareceram à cerimônia.

Para o conselheiro Edson Roberto Bazon, que atua no Conselho desde 2011, houve uma mudança brusca nos últimos anos em Leme na demanda de atendimento do Conselho Tutelar: “O que mais pesa hoje no Município é o tráfico de drogas, que vem forte como uma epidemia. Felizmente a Prefeitura tem dado apoio no atendimento destes adolescentes e crianças, reformulando o CAPS por exemplo. E nós estamos trabalhando atendendo os pais que tem adolescentes envolvidos com drogas e temos encaminhado e visto um trabalho forte da rede de atendimento no combate às drogas”, disse Bazon. Assim como Edson, todos os demais conselheiros já são experientes, exceto a conselheira tutelar, Ana Claudia de Lima, que assume o seu primeiro mandato. “Espero ajudar a população, fazendo-os entender que o bom convívio familiar ajuda crianças e adultos em tudo. Acredito que o trabalho do Conselho é este: manter o bem-estar familiar para que crianças e adolescentes tenham uma vida melhor”, disse a Ana Claudia.

Os conselheiros já participaram de curso da capacitação, realizado em dezembro passado e deverão participar ainda de mais curso a ser oferecido pelo CMDCA nos próximos meses.
BOX:

O que faz um Conselheiro Tutelar

O conselheiro tutelar trabalha diretamente com pessoas que, na maioria das vezes, vão ao Conselho Tutelar ou recebem sua visita (por indicação de um órgão público ou denúncia) em situações de crises e dificuldades envolvendo crianças e adolescentes. É vital, para a realização de um trabalho social eficaz e efetivo, que o conselheiro tutelar saiba ouvir e compreender as situações individuais específicas que chegam ao Conselho Tutelar. Ele precisa ser mais que um mero porta-voz de denúncias ou testemunha de situações sociais críticas ou ainda um funcionário de escritório. É necessário que o Conselheiro Tutelar saiba entender e resolver problemas, que se torne uma referência comunitária segura e respeitada e ajude a criar um movimento compartilhado de ações sociais eficazes. Ele também precisa conhecer e saber aplicar uma metodologia de atendimento social de casos.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Clip Comunicação

Evandro Denzin (MTb 39.413/SP)