Polícia Ambiental apreende mais de 300 metros de redes em pesca ilegal no Rio Mogi-Guaçu - Plantão Lemense

12/06/2018

Polícia Ambiental apreende mais de 300 metros de redes em pesca ilegal no Rio Mogi-Guaçu



Em Leme, equipe de patrulhamento náutico flagrou três indivíduos, em pontos distintos, praticando pesca ilegal, valendo-se da modalidade de “espera” não permitida para o pescador amador e à menos de 200 metros de corredeira (local proibido). Diante dos fatos, foram elaborados os autos de infração. Os infratores responderão na esfera penal e os apetrechos foram recolhidos à sede do Pelotão para destinação adequada.

Dezenas de peixes que estavam presos nas redes e artefatos puderam ser devolvidos com vida ao rio Mogi Guaçu e seus afluentes. Todos os envolvidos foram autuados e os equipamentos foram apreendidos, inclusive a embarcação utilizada na prática ilegal. O procurado permaneceu à disposição da Justiça.

Durante fiscalização durante o último final de semana, diversas ações do Policiamento Ambiental no rio Mogi Guaçu resultaram na apreensão de 320 metros de redes, equipamentos e uma embarcação utilizados na pesca ilegal.

Na barragem da usina Aratu, no município de Pirassununga, um homem foi flagrado com petrechos ilegais. No momento da abordagem o infrator tentou se desfazer de espécimes capturados, eles eram de tamanho inferior ao permitido por lei.

Na represa do município de Mogi Guaçu, as equipes do policiamento náutico encontraram quatro redes de 80 metros, dispostas em local proibido e sem placas de identificação.

Em Araras, uma abordagem resultou na prisão de um procurado pela justiça. O homem pescava com petrechos ilegais e em local onde a pesca é considerada proibida.  Fonte: Portal Pesca Amadora

Nenhum comentário:

Postar um comentário