Google AdSense

Ex- futebolista Nicanor de Carvalho morre aos 71 anos e é sepultado em Leme


Nicanor de Carvalho, famoso ponta-esquerda e técnico do futebol brasileiro, morreu na tarde desta quarta-feira (28), aos 71 anos, em Campinas. Nicanor, que estava internado desde o último domingo (25), sofreu três paradas cardíacas.

Nicanor de Carvalho começou sua carreira de jogador em 1964, na Internacional de Limeira-SP. Em 1966, foi para o XV de Novembro de Piracicaba-SP, onde ficou até o final de 1967. Jogou pela Ponte Preta de Campinas-SP e em 1969 chegou no São Paulo FC. Lá, atuou em 13 partidas (6 vitórias, 4 empates e 3 derrotas) e não marcou nenhum gol.

De 1970 a 1974 Nicanor atuou na ponta-direita da Ferroviária de Araraquara-SP e em 1975 defendeu as cores do Remo, de Belém do Pará. Pouco depois, encerrou a carreira de jogador profissional no Miami Toros Soccer Club, de Miami-EUA. Mas não largou o futebol, passou a atuar fora das quatro linhas.

Formado em Educação Física pela Universidade Federal de São Carlos, Nicanor passou a atuar como preparador físico e, posteriormente, como técnico. Como preparador, passou pelos seguintes times: Ponte Preta (de 1975 a 1977 - de1981 a 1983), Corinthians (de 1978 a 1980) e EC São José (de 1980 a 1981).

Nicanor iniciou sua carreira de treinador em 1984, dirigindo a Internacional de Limeira. No mesmo ano, comandou também o Paulista, da cidade de Jundiaí, no interior de São Paulo. Ainda passou pelo comando técnico dos seguintes times do Brasil: Grêmio de Maringá (1985), Atlético Paranaense (1986), Coritiba (1986), São José-SP (1987), Ponte Preta de Campinas-SP (1988/89) e Santos FC (1989).

Em 1991, Nicanor resolveu tentar a sorte no exterior e foi para o Japão. Dirigiu o Fujita FC (1991/93), o Bellmare Hiratsuka (1994/95), o Kashiwa Reysol (1996/97) e o Verdy Kawasaki (1998). Voltou ao Brasil e ainda comandou o América de São José do Rio Preto-SP (2001), Botafogo de Ribeirão Preto-SP (2002) e Rio Branco de Americana-SP (2003).

Nascido no dia 9 de fevereiro de 1948, em Leme, Nicanor de Carvalho era casado, tinha quatro filhas e um casal de netos. Fonte: Portal Terceiro Tempo