Válvula desenvolvida em Leme diminui chance de contágio por coronavírus em hospitais - Plantão Lemense

18/05/2020

Válvula desenvolvida em Leme diminui chance de contágio por coronavírus em hospitais


Professores dos cursos de Engenharia e Enfermagem de uma universidade particular, em Leme (SP), desenvolveram uma válvula que diminui a chance de contágio por coronavírus e traz mais segurança para os profissionais de saúde que atuam na linha de frente.

O município tem 35 casos da doença, sendo 3 óbitos.

Ambiente mais seguro

A ferramenta se trata de uma válvula de plástico colocada nos tubos de oxigênio de pacientes contaminados, impedindo que as gotículas de saliva se espalhem no ar, o que deixa o ambiente mais seguro e diminui a chance de contágio por médicos e enfermeiros.

“Essa válvula vai direto para um frasco coletor. O vírus não vai para o ar, de forma alguma. Então a gente consegue, sim, ter um ambiente seguro para que todos alí possam fazer seus procedimentos e cuidar de seus pacientes”, disse a coordenadora curso enfermagem Maria Luísa Santos.

Produção

Para produzir o dispositivo, os professores desenvolveram um software que dá comandos para uma impressora 3D.

A cada 1h30 uma peça fica pronta e, segundo os pesquisadores, a meta é produzir 40 válvulas por semana. Todo o material será doado à Santa Casa e às Unidades de Saúde do próprio município.

“É um momento de união e de conhecimento, porque quanto mais equipamentos tivermos, evitamos que essas mortes aconteçam. Nosso propósito é salvar vidas, da nossa comunidade, da nossa região”, explicou o professor de Engenharia de Produção, Marco Antônio Favoro.

Além das válvulas, os professores também começaram a produção de outros itens, como máscaras transparentes de acetato e um extensor que ajuda a pendurar o elástico de máscaras cirúrgicas sem precisar passar pela orelha. Fonte: G1 São Carlos

Nenhum comentário:

Postar um comentário